Atividades para esperar o Papai Noel

Facebook
Twitter
LinkedIn
Mãe vestindo um gorro do Papai Noel está com as duas filhas fazendo cookies de Natal para esperar o Papai Noel. Ao fundo desfocado uma árvore de Natal.

A semana que antecede o Natal pode ser desafiadora para crianças com deficiência, uma vez que a ansiedade pela espera do Papai Noel pode aumentar nessa época. Pensando nisso, a terapeuta ocupacional Rayssa Béder separou dicas de atividades com o tema natalino para serem feitas em casa, em família: “A ideia é inserir a criança nos preparativos para o Natal para fortalecer a previsibilidade e orientação temporal, principalmente para as crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) que costumam apresentar dificuldades para lidar com a ansiedade”. Confira:

  1. Preparando cookies ou biscoitos: uma boa sugestão é fazer uma receita de biscoito ou cookies, por exemplo, para levar na ceia de Natal e compartilhar com os familiares. Vocês podem testar a receita antes, experimentar juntos e no dia da ceia fazer novamente. Caso a sua criança tenha alguma questão alimentar, como a seletividade, é válido que ela também participe da escolha do que levar para a ceia – que pode ser feito com o apoio da Comunicação Alternativa para favorecer a compreensão.
  1. Atividades com estímulos sensoriais: elas são prazerosas para a criança com TEA. Vale liberar a exploração da área externa da casa e soltar a imaginação nas atividades com água, brincadeiras de contato físico e pequenos circuitos com atividades motoras. Caso você resida em prédio ou condomínio com áreas coletivas, procure horários que sejam mais confortáveis a depender da tolerância da sua criança, mas não esqueça que brincar em pares é muito importante para o desenvolvimento infantojuvenil. Esteja perto nesses momentos, supervisione, mas, sobretudo, permita que a criança interaja de maneira livre com os pares e desenvolva estratégias durante as situações sociais. 
  1. Calendário: é sempre um forte aliado quando falamos de previsibilidade! Ele pode ser colocado no quarto da criança ou em qualquer outro lugar visível da casa para que seja feita a marcação e “contagem regressiva” dos dias para a chegada do Papai Noel e do Ano Novo. Não esqueça que para fazer sentido para a criança precisa ser personalizado. Você pode utilizar pictogramas ou fotos em tamanho menor das comemorações de outros anos, sinalizando, por exemplo, que a ceia será na casa da vovó ou em casa. Ainda nessa mesma pegada, o uso dos apoios visuais para sequenciamento são um suporte e tanto! A sugestão é fazer sequências lógicas com os eventos da noite de Natal, como a hora da ceia, a hora de abrir os presentes, brincar com os parentes e a hora de dormir.
  1. Sessão de cinema: apostar em um cinema em casa com filmes com temáticas natalinas, por exemplo, também ajuda a entrar no clima e favorecer a familiarização com esta época do ano. Caso sua criança tenha interesse apenas em personagens específicos é interessante buscar episódios com o tema “especial de natal” – geralmente existem pequenos capítulos disponíveis com esta temática. Em último caso, vale fazer um desenho com os personagens preferidos com acessórios e elementos natalinos, como árvore de Natal, ceia e presentes. Recortar e colar é uma alternativa quando o desenho ficar complexo demais ou não fizer sentido para a criança.

Divirtam-se e boas festas!

Posts Relacionados

Foto de uma mesa vista de cima, em destaque a capa do livro "Âmago Absorto" de Carla Ramos de Almeida. A capa é bege e tem uma ilustração em estilo japônes de uma cerejeira. A mesa é de madeira com pátina verde claro e em cima dela vemos também um teclado, um mouse, alguns lápis, alguns clips e um pedaço de uma agenda.

“Âmago Absorto”: livro de poesias é de autoria de Carla Ramos de Almeida, diagnosticada com autismo aos 17 anos

Neste mês de conscientização sobre o autismo, compartilhamos a história de Carla Ramos de Almeida, 19 anos, que foi diagnosticada com Transtorno do Espectro Autista (TEA) quando estava prestes a completar 17 anos. Em 2021, Carla lançou o livro “ mago Absorto” (editora Ramalhete), que reúne 38 poesias no estilo haicai (ou ainda haikai ou haku), que é um subgênero literário de origem japonesa, que apresenta uma estrutura fixa de três versos.

Leia mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *