Obra reúne a expertise de diversos terapeutas ocupacionais do Brasil e do Canadá sobre a comunicação alternativa em diferentes contextos sociais

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn


Com o objetivo de reunir o conhecimento teórico e prático no campo da Terapia Ocupacional por meio de intervenções com o uso da comunicação suplementar e/ou alternativa nos diversificados contextos de desenvolvimento humano, com foco em pessoas com necessidades especiais de comunicação, é que surgiu o livro “Terapia Ocupacional e Comunicação Alternativa em contextos de desenvolvimento humano”.

Organizado e desenvolvido em uma das etapas de Pós-Doutorado em Terapia Ocupacional da UFSCar da Terapeuta Ocupacional Dra. Mariana Gurian Manzini, Doutora em Educação Especial e docente do Departamento de Terapia Ocupacional da UFSCAR (Universidade Federal de São Carlos), sob a supervisão da professora Dra Claudia Maria Simões Martinez, a obra traz uma abordagem completa sob o ponto de vista de diversos terapeutas ocupacionais com expertise na área da tecnologia assistiva, em especial, na área da comunicação suplementar e/ou alternativa. 

“Muitos dos autores que participaram do livro são pesquisadores e/ou docentes de universidades públicas e/ou particulares, de diversos lugares do Brasil e do Canadá, o que torna a obra uma fonte extremamente rica de conhecimentos atualizados sobre a comunicação suplementar e/ou alternativa em diversos âmbitos. Além disso, diversos colaboradores fazem parte de importantes instituições, como Associação dos Membros Brasileiros da International Society for Augmentative and Alternative Communication (ISAAC – Brasil) e International Society for Augmentative and Alternative Communication (ISAAC – Internacional) e trazem, assim, o que há de mais relevante sobre a CA”, explica a organizadora.

Entre os temas abordados, estão o uso da CA em diversos contextos, como na rotina diária, em momentos de lazer e brincadeiras com crianças e jovens usuários de CA, nos hospitais, no contexto da atenção básica e nas escolas. Há ainda um capítulo que aborda o uso da CA com uma criança com paralisia cerebral não oralizada, além de outro sobre a formação em tecnologia assistiva de terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos e fisioterapeutas da capital alagoana.

A obra contou ainda com a participação  ilustre de duas terapeutas ocupacionais do Canadá: Nadia Browning, precursora da comunicação alternativa no Brasil e atual presidente do conselho da International Society for Augmentative and Alternative Communication (ISAAC Internacional) – Brasil/ Canadá, e professora Dra. Beata Batorowicz, docente da Queen’s University, School of Rehabilitation Therapy, Ontario, Canadá.

A contribuição de cada autor

“As informações que a obra traz são resultado da diversidade de profissionais que participaram da elaboração da obra, trazendo, dessa forma, anos de experiências, atendimentos e conhecimentos acadêmicos de diversas universidades renomadas do Brasil. Assim, o livro é um material inédito na área da Terapia Ocupacional que, com certeza, contribuirá com a formação de muitos estudantes e profissionais da área”, explica Mariana.

Participaram da obra a professora Dra. Miryam Bonadiu Pelosi da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Patrícia Santos de Oliveira Coelho, Janaína Nascimento  e Kelly do Valle da UFRJ, que abordaram o contexto hospitalar. Já a professora Dra. Gerusa Ferreira Lourenço e Barbara Brito da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) abordaram a comunicação alternativa no contexto escolar; professora Dra. Aila Narene Dahwache Criado Rocha da Universidade Estadual Paulista (UNESP) e Camila Boarini dos Santos da (UNESP) falaram sobre a comunicação alternativa no contexto da atenção básica.

A professora Dra. Maria Madalena Moraes Sant´Anna da Faculdade Método de São Paulo (FAMESP), professora Dra. Renata Cristina Bertolozzi Varela da FAMESP e professora Dra. Vera Lucia Vieira de Souza da UFRJ trouxeram experiências sobre o contexto clínico.

A professora Dra. Claudia Maria Simões Martinez e professora Dra. Mariana Gurian Manzini da UFSCar abordaram a comunicação alternativa no contexto escolar, clínico e familiar.

Já o  professor David dos Santos Calheiros, Raquel Lima da Silva, professora Flávia Calheiros da Silva e professora Emanuele Mariano de Souza Santos da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL) abordaram concepções, práticas e formação em tecnologia assistiva.

O livro foi financiado pela EdUFSCar (editora universitária da UFSCar) e Fapesp, tem apoio por mérito da Isaac – Brasil e ABRATO e pode ser adquirido clicando aqui ou pela rede social da Mariana @marianamanzini.to

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *