Novas alternativas de ensino como resposta para a nova geração de alunos

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn


À medida que a tecnologia evolui, o mesmo ocorre com as demandas da nova geração de alunos. Seus interesses, necessidades e motivações incluem também metodologias “gamificadas”. Para eles, o conhecimento deve ser testado e consolidado na prática, principalmente se for de forma desafiadora, como solucionar um problema.

Com forte capacidade de adaptação ao que é novo e uma mente voltada para a tecnologia, os novos alunos exigem ferramentas educativas agradáveis e esperam atividades emocionantes nas aulas. Mas, acima de tudo, eles mantêm a ideia de que é responsabilidade do professor capturar sua motivação intrínseca, bem como reter a sua atenção e satisfação com o conteúdo ensinado.

Prepare hoje os desafios de amanhã

Segundo Gerdprasert et al., “O objetivo da educação em saúde é preparar os alunos de hoje para enfrentarem os desafios de amanhã”. Portanto, como Weller diz: “a simulação oferece aos alunos uma oportunidade única de aprender através da experiência, auxiliada pela reflexão e feedback e pela oportunidade de praticar”.

Devido a um algoritmo fisiológico bem desenvolvido, o paciente virtual Body Interact é dinâmico, permitindo que os alunos experimentem diferentes níveis de agravamento do quadro do paciente, o que pode afetar sua decisão e, consequentemente, proporcionar maior aprendizado com os erros que podem ser cometidos em ambiente virtual. Mesmo para aqueles que nunca enfrentaram um paciente real, ele se destaca como uma ferramenta realista que funciona através de um processo de aprendizado mais eficaz, com um nível mais alto de retenção de conhecimento.

Por essas razões, o paciente virtual permanece como uma nova abordagem didática fundamental a ser usada pelos educadores. Ele capta a atenção e o interesse dos alunos, deixando-os se sentirem completamente responsáveis por um paciente.

Com este simulador, os alunos não ficarão mais entediados em casa e se sentirão motivados novamente. Os pacientes virtuais os ajudarão a quebrar a monotonia diária, fornecendo cenários consistentes para as novas condições de saúde e, assim, gerando novos desafios.

Paciente Virtual

O treinamento em um ambiente seguro e livre de danos a uma pessoa real permite que os alunos se concentrem em colocar seus conhecimentos em prática e aprender com cada experiência.

Como a educação clínica baseada em simulação fornece uma abordagem segura, livre de riscos e poderosa para a educação relacionada à saúde, também se destaca como uma ótima solução para garantir a prática contínua dos alunos durante a quarentena do COVID-19.

O Body Interact permite que os alunos continuem com o ensino a distância acessando os cenários clínicos com pacientes virtuais. Mediado pelo professor, em uma aula on-line ou definindo sessões de treinamento ou avaliação individual de cada aluno, a plataforma fornece acesso ilimitado a todos os alunos e educadores em um mesmo ‘campus virtual’.

Conheça mas sobre o simulador de paciente virtual

Quer se atualizar neste novo cenário da educação e saber como integrar o Body Interact ao conteúdo programático da sua universidade? Fale com a gente!

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *