General Villas Bôas lança instituto de apoio a portadores de doenças raras

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Pierre, Leonardo, Vinícius (time de inovação Senai) e Rafael (Civiam) no lançamento do Intituto General Villas Bôas
Pierre, Leonardo, Vinícius (time de inovação Senai) e Rafael (Civiam)

Nos dias 4 e 5/12, em Brasília, aconteceu o lançamento do Instituto General Villas Bôas (IGVB), idealizado pelo ex-comandante do Exército, membro-fundador do Conselho Temático da Indústria da Defesa (Condefesa), da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e atual assessor especial do Gabinete de Segurança institucional, o general Eduardo Villas Bôas, diagnosticado com ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica) desde 2016.

Sem fins lucrativos, a entidade tem o objetivo de prestar apoio a pessoas com doenças raras e deficiências e seus familiares sobre direitos, benefícios, tratamentos e recursos tecnológicos, além de combater a desinformação a respeito do assunto. O lançamento do IGVB, tem o apoio da Civiam, e contou com uma programação repleta de palestras e mesas de discussão sobre o tema, com destaque para Mick Donegan, um dos maiores especialistas em tecnologia assistiva do mundo e fundador da Special Effect.

O Instituto terá ainda mais duas outras áreas de atuação, além do foco das doenças raras e deficiências: a preservação de ideias e trabalhos do General Villas Bôas como oficial do Exército Brasileira e a promoção de debates e estudos sobre temas estratégicos para o país, como Amazônia, Defesa, Segurança.

Protótipo de cadeira motorizada controlada pelo olhar

Na ocasião foi apresentado também um protótipo de cadeiras de rodas motorizada com controle ocular. O projeto, desenvolvido pelo Instituto SENAI de Inovação em Sistemas Embarcados de Santa Catarina, que faz parte da rede 26 Institutos SENAI de Inovação, traz como foco o sistema de controle ocular da Tobii Dynavox, uma das principais fabricantes mundiais de equipamentos voltados à acessibilidade de pessoas com deficiências, da qual somos representantes exclusivos no Brasil. O Rafael Alves, nosso engenheiro especialista em tecnologia assistiva, foi o responsável pela adaptação do rastreador ocular à cadeira e esteve no evento para a apresentação do protótipo.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *