fbpx

Civiam participa da Hospitalar com grandes novidades: plastinados von Hagens, simulador de ventilação mecânica, anestesia e desfibrilação e recursos de tecnologia assistiva

Facebook
Twitter
LinkedIn

De 17 a 20 de maio, a Civiam participa da 27ª edição da Feira Hospitalar, o mais importante evento do setor da saúde da América Latina, com grandes novidades: SimEquip (CAE Healthcare), simulador de ventilação mecânica, anestesia e desfibrilação; plastinados von Hagens, de anatomia real e de forma inédita à disposição do público em um evento no Brasil, além de recursos de tecnologia assistiva para os hospitais.

“Como marco da retomada dos eventos presenciais, a Civiam volta às feiras com grandes expectativas e uma das novidades que levaremos à Hospitalar é a oportunidade ao público de ver de perto em nosso estande os espécimes plastinados de anatomia real, que são inéditos no Brasil. E, dessa forma, levar o melhor da tecnologia no âmbito da educação médica representa o nosso diferencial de contribuirmos, cada vez mais, com a formação dos profissionais da área da saúde no Brasil, pois, com os plastinados von Hagens o estudo da anatomia humana certamente alcançará outros patamares”, explica Mauricio Della Rosa, diretor.

Plastinados von Hagens – a plastinação é um método inovador de preservação de espécimes anatômicos, no qual todos os fluídos do corpo são substituídos por um polímero que pode ser endurecido.  Por um processo minucioso que pode levar até um ano, é possível manter toda a estrutura interna do corpo humano, como veias, artérias, vasos sanguíneos, articulações, músculos, órgãos, entre outros. Além disso, a tecnologia utilizada preserva as características dos espécimes. 

Os plastinados são corpos reais preservados, dissecados de uma forma que ilustre todas as estruturas funcionais perfeitamente. Exatamente por isso, os espécimes von Hagens Plastination são considerados revolucionários nos estudos de anatomia, por tornarem o aprendizado extremamente real e fascinante. É possível, por exemplo, notar um pulmão alterado em pessoas que fumaram ao longo da vida.

Além dos corpos inteiros, o von Hagens Plastination oferece ainda amostras plastinadas detalhadas de regiões do corpo, órgãos, esqueletos, vasos sanguíneos ou de sistemas corporais. Há ainda as fatias plastinadas de 1 a 5 mm de espessura, que mostram, de forma microscópica, as estruturas dos tecidos mais finos. Devido à tecnologia von Hagens Plastination, eles são duráveis, não encolhem e não deterioram com o tempo, sendo indicados para laboratórios de universidades e museus.

Os corpos utilizados são de doadores que consentiram por escrito em vida que seus corpos fossem usados ​​para a educação das gerações futuras por meio da plastinação, através do programa de doação de corpos do Institute for Plastination, fundado em 1993.

“Temos a certeza que faremos contatos interessantes com instituições de saúde e universidades durante a Feira Hospitalar e explicaremos os grandes benefícios do uso de espécimes plastinados von Hagens, que garantem estruturas anatômicas visivelmente claras ou anormalidades específicas. Assim, o ensino com os espécimes se torna muito eficaz e orientado a resultados, principalmente porque nossos plastinados são representações precisas de corpos preservados que ilustram perfeitamente todas as estruturas funcionais e são visualmente atraentes”, explica Alexander Crasemann, Diretor de Vendas e Marketing da von Hagens Plastination – Real Anatomy for Teaching, que virá exclusivamente à Feira Hospitalar pelo estande da Civiam.

O executivo cita ainda as universidades que já utilizam os plastinados von Hagens ao redor do mundo: “Algumas instituições, como a Faculdade de Odontologia da Universidade de Nova York, o Centro de Saúde da Universidade do Texas, em Houston, a Escola de Medicina Lee Kong Chian, em Cingapura, e a Universidade de Warwick, na Inglaterra, são algumas que complementaram ou substituíram completamente a dissecção úmida por plastinados e obtiveram melhores resultados e/ou relataram sucesso mensurável na educação de seus alunos. Informação essa que é também totalmente checada em instituições menores”, relata Crasemann.

SimEquip Ventilação Mecânica

Outra grande novidade que a Civiam apresentará na Feira Hospitalar é o SimEquip (CAE Health), simulador que possibilita treinamento em ventilação mecânica, anestesia e desfibrilação. Com o software de controle CAE  “MAESTRO”, todos os cenários de um ventilador mecânico real com resposta fisiológica automática podem ser apresentados de acordo com a programação do instrutor, reproduzindo, assim, as mesmas funções de um ventilador mecânico sem a necessidade de trabalhar com gases reais. Uma das grandes vantagens do SimEquip é a possibilidade de ser utilizado em paciente simulado de qualquer marca e modelo.

“SimEquip é uma tecnologia que simula alguns importantes equipamentos médicos e devido a sua resposta fisiológica integrada no simulador, esses treinamentos não requerem infra estrutura complexa e nem manutenções ou calibrações específicas, normalmente encontradas em equipamentos reais. Ou seja, a um custo acessível é possível executar treinamentos de alta qualidade”, explica Marcel Iglesias, Regional Manager da Europa e LATAM na CAE Healthcare, que estará presente no estande da Civiam durante a feira.

Segundo Iglesias, as expectativas da CAE Healthcare em relação à aceitação do SimEquip no Brasil são bastante positivas: “O nosso objetivo é garantir um alto nível de treinamento de maneira flexível e acessível, como vem acontecendo no mundo. Ainda mais considerando a situação vivida nos últimos anos devido à Covid-19, tais treinamentos se tornaram fundamentais e, com a resposta fisiológica integrada, esperamos alcançar o maior número de instituições de ensino e hospitais, garantindo um treinamento com alto nível sem nenhum risco aos pacientes”, diz.

Às instituições de ensino, o Regional Manager esclarece que o equipamento, juntamente com as demais soluções, pode ser um ótimo complemento na educação do profissional de saúde. “Devido ao seu custo acessível (sem necessidade de complexas infraestruturas e manutenção), o SimEquip acaba sendo muito atrativo para hospitais e universidades que já trabalham com o conceito da simulação incorporados em seus programas educacionais”, avalia o executivo.

Tecnologia assistiva e comunicação alternativa para o ambiente hospitalar

Outra novidade da Civiam na Feira Hospitalar é a participação da área de tecnologia assistiva no evento. O público poderá conhecer os diversos recursos que têm o objetivo de favorecer a comunicação de pacientes com a fala comprometida com a equipe hospitalar, bem como possibilitar o acompanhamento da evolução cognitiva de pacientes que tenham, por exemplo, sofrido AVE, TCE, entre outras patologias, especialmente nas fases agudas em Unidade de Terapia Intensiva.

Entre os principais benefícios para os hospitais quanto à implementação de recursos de tecnologia assistiva estão: a facilidade da comunicação entre médicos e paciente, que pode ser realizada por meio de símbolos (Comunicação Aumentativa e Alternativa) e voz sintetizada; diminuição do tempo de recuperação do paciente em UTI, redução dos custos de assistência ao paciente, evitando o desgaste dos profissionais envolvidos em seu atendimento; melhora significativa da condição física e psicológica do paciente e comunicação efetiva e 100% livre de contato físico por meio do controle ocular.

“A comunicação alternativa por meio dos recursos de tecnologia assistiva oferece diversos benefícios aos pacientes, como redução dos níveis de ansiedade, medo, pânico, estresse, facilidade de reabilitação ampliada, maior qualidade de vida, além de promover o atendimento humanizado do paciente e auxiliar a equipe terapêutica”, explica o especialista em tecnologia assistiva da Civiam, Rafael Alves. 

Na Feira Hospitalar, a Civiam apresentará os equipamentos de controle ocular Tobii Dynavox I-Series, que ampliam os recursos assistivos do hospital, proporcionando aos pacientes uma qualidade superior de atendimento e humanização dos serviços, como acontece em grandes hospitais que são referência no mundo, como o Royal Hospital for Neuro-disability em Londres e o Boston Childrens Hospital nos EUA. 

“Os equipamentos oferecem a possibilidade de utilização por vários pacientes e são excelentes recursos para facilitar a interação entre pacientes hospitalizados que se encontram impossibilitados de se comunicar oralmente com a equipe multidisciplinar e seus familiares. Dessa forma, os recursos assistivos podem diminuir o tempo de recuperação por melhorar a comunicação, reduzir custos dos cuidados médicos e aprimorar a assistência ao paciente”, esclarece Alves.

Feira Hospitalar 2022 – 17 a 20 de maio das 11h às 20h, no São Paulo Expo.
Venha nos visitar no estande G-170. Faça seu cadastramento on-line gratuito: www.hospitalar.com

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.